sexta-feira, 7 de agosto de 2015

O BARCO DO CONHECIMENTO LEVA AO PORTO CORAÇÃO

  
Muitos Mestre do passado tecerem e os do presente ainda tecem  críticas ao Conhecimento como uma aquisição que atrapalha mais do que ajuda. 
Essas críticas são verdadeiras no que diz respeito ao Conhecimento separatista e  limitado da espiritualidade antiga.
Precisamente aquele conhecimento sem base sintética,  que infla o Ego e o torna inapto para a Yoga ou Comunhão com o Divino, única forma verdadeira de conhecer Deus.
    O Conhecimento revelado pelo Gita é o Sintético que, ao contrário daquele  de base analítica, imobiliza o Ego e reformata os seus conceitos em uma  base de Síntese o Unidade.
   O operador desse processo de reformatação mental é o Intelecto ou Mente Superior que, utilizando os conceitos sintéticos,  recebidos  através do estudo da Ciência da Síntese,  revelada no Bhagavad Gita, realiza o trabalho de reeducação da nossa Mente Emocional (Manas).
     Esse trabalho somente pode ser feito pelo Intelecto ou Mente Superior,  que é mais sutil que a Mente Emocional.
    As ações realizadas com os sentidos não conseguem fazer diretamente  essa transmutação, porque  a Mente Emocional é mais sutil que os Sentidos e o mais denso não tem poder de influenciar  o mais sutil.
   Daí a vantagem do Conhecimento Sintético em relação a outros processos de purificação, como Rituais, Atos de Caridade, Sacrifícios, entre outros.
      Esse Evangelho Universal também ensina que, ainda que sejamos o maior de todos os pecadores, poderemos navegar a salvo sobre todos os pecados,  se entrarmos  no Barco do Conhecimento, ou seja, se ingressarmos  num processo de aquisição do Conhecimento de Deus(Gita  XXIV,18).
   Está escrito no Bhagavad Gita: “....e também há os que alcançam Deus pelo ESTUDO METÓDICO e pelo CONHECIMENTO”.(Gita IV,18).
  Se realizarmos o estudo corretamente, o resultado é certo. Também contamos com o suporte Divino, sempre indispensável, mas o fator preponderante no processo de cognição é esforço.
“Seja qual for o modo como  busquem  os aspirantes, Deus os enaltece EM PROPORÇÃO AOS SEUS ESFORÇOS. Portanto, todos os homens podem andar pelo caminho que conduz a Deus.”(Gita IV,24).
               



                

Nenhum comentário:

Postar um comentário