segunda-feira, 14 de agosto de 2017

A HARMONIA INTERIOR E OS ALIMENTOS

Toda a matéria existente no nosso corpo  possui, em sua estrutura interna, um percentual de uma Energia sutil  e especial, que desempenha um papel muito importante no processo de nossa transformação interior.
Essa Energia sutil, que está presente no nosso corpo e exerce uma influência muito forte na qualidade de nossas ações, foi estuda pelos filósofos da antiguidade, que classificaram sua manifestação de três formas diferentes.
A primeira forma  foi ENERGIA DA INÉRCIA ou Obscuridade, a segunda, ENERGIA DO MOVIMENTO ou instabilidade e terceira, ENERGIA DA HARMONIA ou Ritmo. A distribuição dessas Energias em nosso corpo define o perfil da nossa NATUREZA INTERNA(Mente).
Quando, em nosso corpo, predomina a primeira, a Energia da Inércia, somos mais  obscuros e lentos.
Quando predomina a  segunda, somos mais instáveis e inquietos e quando prevalece a terceira, ai somos mais Harmônicos e Equilibrados..
Segundo os Filósofos antigos, é exatamente essa composição energética  de  nosso corpo que determina a qualidade e quantidade dos impulsos internos que geram nossas ações e reações no processo da vida.
Essas Energias têm uma origem complexa, porém, segundo a Sabedoria Antiga, elas também estão presentes na composição dos nossos alimentos,
Dai a possibilidade de usarmos a alimentação como uma ferramenta  auxiliar de transformação de nossa natureza interna.
Se optarmos por isso, devemos consumir alimentos saudáveis e harmônicos, não só para aumentar nossa saúde e longevidade mas também para acelerar o processo de construção 🔨 de nossa harmonia interior.


Nenhum comentário:

Postar um comentário