quinta-feira, 15 de setembro de 2016

O SOFRIMENTO E O DIVINO.

Sinais visíveis da Graça de Deus em nossa vida é um importante fator de estímulo para a jornada evolutiva.
Ausência desses sinais, porém, não significa que estejamos abandonados nem atrasados em nosso processo evolutivo.
A lógica do Divino é muito diferente da lógica humana.
Os processos, provações e eventuais experiências de sofrimento acontecem porque são necessários e importantes para a nossa liberação.
Todos esses processos são supervisionados e acompanhados amorosamente pelo próprio Divino a partir do nosso próprio coração.
Muitas das vezes, são duros, trazem desconforto e fazem sofrer. Mas isso é uma necessidade evolutiva que precisa ser atendida.
Não existe abandono nessas experiências, porque, como já ressaltado, é o nosso próprio Divino, quem nos guia e conduz.
Ele está sempre juntinho de nós e nunca se separa. Escuta todas as nossas preces e apelos com um amor infinito.
Em silêncio também sofre a dor da gente. Mas espera pacientemente a hora certa para nos dar o necessário alívio.
O Divino sabe que a libertação que os processos geram é fundamental para a nossa felicidade.
Porisso, permanece firme na decisão de não interrompê-los até que a transformação ocorra em nossas almas e estejamos aptos a desfrutar da sua paz e do seu amor infinito.
Tudo que Ele faz é para o nosso bem e para que nos preparemos para desfrutar abundantemente do seu amor e sua Graça.
O mundo todo pode até nos abandonar, mas ele nunca fará isso, porque Ele é o nosso Supremo amigo.
Renato Gita

Nenhum comentário:

Postar um comentário